sábado, 11 de setembro de 2010

Assistente Social

Bem, como havia escrito que postaria algo sobre a minha futura profissão, aqui vai um breve relato sobre ela.
Antes de qualquer coisa, quem cola grau, ou seja,  conclui uma faculdade de Serviço Social se torna Assistente Social.
O Serviço Social como profissão surge no Brasil a partir da década de 30, ainda com o cunho de caridade e filantropia. No decorrer das décadas a profissão se apropriando de teorias e conhecimentos e se aprimorando, contudo o seu grande salto foi na década de 80 com o Congresso da Virada. Nesse período o Serviço Social tomou novos rumos, absorveu a teoria social de Marx, reelaborou o código de ética centrando a sua ação na classe trabalhadora.
Ok, mas ainda não falei nada da profissão, né? Porém é importante eu demarcar os traços teóricos do Serviço Social, de toda maneira vale ressaltar que o Serviço Social acredita no pluralismo ideológico, político e por isso a teoria social de Marx não é a única apropriada pelo Serviço Social, mas posso dizer que é a prioritária.
Pois bem, Marx foi o único filosofo economista, jornalista, teórico, revolucionário etc. a entender profundamente o capitalismo, melhor dizendo, a sociedade capitalista ou burguesa, ele adentrou pelas veias do capital e o decifrou. Então para um assistente social compreender a realidade que ele está inserido é preciso compreender a realidade social na sua visão mais macro e assim poder atuar de uma forma micro, pois aquela influência diretamente nessa.
A profissão do assistente social é interventiva, ou seja, atua diretamente com os usuários (usamos esse termo, porque as pessoas que atendemos são usuárias de um serviço). O campo de trabalho desse profissional, ou melhor, o seu maior empregador é o poder público, pois o assistente social é chamado á planejar, gestão e execução de políticas públicas (saúde, educação, moradia, etc.)
O Serviço Social se apoia no código de ética da profissão cujo eixo central é justiça social, a luta por uma sociedade mais justa e igualitária, portanto estamos com os movimentos sociais e com a sociedade civil, sobretudo a classe trabalhadora para lutar e conquistar uma sociedade justa em toda a sua particularidade. Utópico, não? Pois eu não acho.
Marx afirma que a sociedade capitalista no seu processo histórico irá se alto destruir, assim como aconteceu com a sociedade primitiva, escravagista e feudal, portanto eu como assistente social que almejo uma sociedade mais solidaria e igualitária acredito na força dos trabalhadores, a classe social com alto poder revolucionário, capaz de mudar as estrutura economia hoje posta. Por isso Engels, amigo fiel de Marx diz: “Trabalhadores do mundo inteiro uni-vos”.
Portanto, nisso que o Assistente Social se apoia e acredita, na superação da sociedade burguesa (exploração, acumulação de riquezas, sem distribuição da renda) em outra sociedade regida com leis mais justas e coletivas.
Bem acho que deu para ter uma pequena noção.  Notou o motivo pelo qual me apoio na teoria Social de Marx e sou apaixonado pelo Serviço Social?

9 comentários:

  1. Bela profissão...
    Parabéns pelo blog!

    http://palavrasdopoetamf.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Hoje em dia são poucas as pessoas que estão dispostas a viver prestando serviços a sociedade.
    A assistência social é uma necessidade vital, invista no seu dom !!!

    ResponderExcluir
  3. Vai nessa fé, e neste amor Pedro ...

    Que vc é um vaso do senhor .... mudou minha vida , uma influência para toda eternidade ...

    Obrigado pelas caminhadas ao vale da sombra da morte, e ve se converte seu ogro ....

    ResponderExcluir
  4. e aew man,..... vi seu blog numa comu de divulgação de bogs no orkut
    topas uma simples parceria ???
    vc segue meu blog e eu sigo o seu...
    http://www.pojucaonline.com.br/
    pode ser ??

    jah tow te seguindo ... abraços

    ResponderExcluir
  5. Pior que achei utópico sim porque o homem em si já nasce com a ideia de posse.
    A ideia socialista é maravilhosa mas, esse instinto de poder do homen acabou com essa ideologia e a concentração de renda está aumentando cada vez mais.
    Essa profissão é linda, mas será que é valorizada? Penso na valorização da população e financeira.

    Gostei do seu blog, vou seguir.
    Bjos

    http://www.redenacional1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Sociologia, Marx, é tudo de bom, gosto muito das obras de Marx e dos pensamentos marxistas que vem cada vez mais crescendo em todo o mundo. Ótima profissão cara, desejo-lhe sucesso.

    ResponderExcluir
  7. Pedro, coisa linda mas meio utópica!

    coisa muito digna!

    ResponderExcluir